Add aos favoritos

Adicione aos Favoritos Adicione aos Favoritos

tradutor online

.

Atitude é Tudo

Seja mais humano e agradável com as pessoas.
Cada uma das pessoas com quem você convive está travando algum tipo de batalha.
Ame generosamente...
Cuide-se intensamente...
Fale com gentileza...
E, principalmente, não reclame.
Deixe o restante com Deus.

Textos mais lidos

Um carregador de água na Índia levava dois potes grandes, ambas pendurados em cada ponta de uma vara à qual ele carregava atravessada em seu pescoço. Um dos potes tinha uma rachadura, enquanto o outro era perfeito e sempre chegava cheio de água no fim da longa jornada entre o poço e a casa do chefe. O pote rachado chegava apenas pela metade. Foi assim por dois anos, diariamente, o carregador entregando um pote e meio de água na casa do seu chefe. Claro, o pote perfeito estava orgulhoso de suas realizações. Porém, o pote rachado estava envergonhado de sua imperfeição, e se sentia miserável por ser capaz de realizar apenas a metade do que ele havia sido designado a fazer. Após perceber que por dois anos havia sido uma falha amarga, o pote falou para o homem um dia à beira do poço:
─ “Estou envergonhado, e quero pedir-lhe desculpas.”
Por quê? Perguntou o homem.”De que você está envergonhado?”
─Nesses dois anos eu fui capaz de entregar apenas a metade de minha carga, porque essa rachadura no meu lado faz com que a água vaze por todo o caminho da casa de seu senhor. Por causa do meu defeito, você tem que fazer todo o esse trabalho, e não ganha o salário completo dos seus esforços”. Disse o pote.
O homem ficou triste pela situação do velho pote, e com compaixão falou: ‘Quando retornarmos para casa de meu senhor, quero que percebas as flores ao longo do caminho”. De fato, à medida que eles subiam a montanha, o velho pote rachado notou flores selvagens ao lado do caminho, e isto lhe deu certo ânimo. Mas ao fim da estrada, o pote ainda se sentia mal porque tinha vazado a metade, e de novo pediu desculpas ao homem por sua falha. Disse o homem ao pote:
─Você notou que pelo caminho só havia flores no seu lado ? Eu, ao conhecer o seu defeito, tirei vantagem dele. E lancei sementes de flores no seu lado do caminho, e cada dia enquanto voltamos do poço, você as regava. Por dois anos eu pude colher flores para ornamentar a mesa do meu senhor. Sem você ser do jeito que é, ele não poderia ter esta beleza para dar graça á sua casa.
Cada um de nós tem os próprios e únicos defeitos. Todos nós somos potes rachados. Nunca deveríamos ter medo dos nossos defeitos. Se reconhecermos, eles poderão causar beleza. Das nossas fraquezas, podemos tirar forças...

Desconheço o autor

Solidão não é falta de gente pra conversar, namorar, passear ou fazer sexo...
Isto é carência.
Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar...
Isto é saudade.
Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes, para re-alinhar os pensamentos...
Isto é equilíbrio.
Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente, para que revejamos a nossa vida...
Isto é um princípio da natureza.
Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado...
Isto é circunstância.
Solidão é muito mais do que isto.
Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma.




Francisco Cândido Xavier

Pensando bem, em tudo o que a gente vê, e vivencia e ouve e pensa, não existe uma pessoa certa pra gente. Existe uma pessoa que se for parar pra pensar É, na verdade, a pessoa errada. Porque a pessoa certa faz tudo certinho, chega na hora certa, fala as coisas certas, faz as coisas certas, mas nem sempre a gente tá precisando das coisas certas. Aí é a hora de procurar a pessoa errada.
A pessoa errada te faz perder a cabeça, fazer loucuras, perder a hora, morrer de amor. A pessoa errada vai ficar um dia sem te procurar que é pra na hora que vocês se encontrarem a entrega ser muito mais verdadeira. A pessoa errada, é na verdade, aquilo que a gente chama de pessoa certa. Essa pessoa vai te fazer chorar mas uma hora depois vai estar enxugando suas lágrimas. Essa pessoa vai tirar seu sono mas vai te dar em troca uma noite de amor inesquecível. Essa pessoa talvez te magoe e depois te encha de mimos pedindo seu perdão. Essa pessoa pode não estar 100% do tempo ao seu lado mas vai estar 100% da vida dela esperando você. Vai estar o tempo todo pensando em você.
A pessoa errada tem que aparecer pra todo mundo porque a vida não é certa, nada aqui é certo. O que é certo mesmo, é que temos que viver cada momento, cada segundo amando, sorrindo, chorando, emocionando, pensando, agindo, querendo, conseguindo e só assim é possível chegar àquele momento do dia em que a gente diz: Graças à Deus deu tudo certo quando na verdade tudo o que Ele quer é que a gente encontre a pessoa errada pra que as coisas comecem a realmente funcionar direito pra gente...


Luis Fernando Veríssimo

Ninguém jamais conseguiu explicar como foram criadas as Almas Gêmeas,
mas eu me lembro bem dessa história...
Estavam lá no céu, todas as almas...
Umas eram somente Razão...
Outras somente Emoção...
Duas filas distintas...
Finalmente chegou a minha vez de ser colocado em uma das filas.
Olhei para ambas e me identifiquei com a da Razão...

Acontece que, quando avistei você na fila da Emoção, meus olhos brilharam...
Foi como se fosse um imã a me puxar!
Aproximei-me do criador e lhe disse:
─Eu gostaria de ficar na fila da Emoção, pode ser????
É que existe uma doce alma lá que me encantou!
─Está bem, me falou ele...
Você até poderá escolher seu lugar, mas antes quero lhe explicar algo,
depois então você fará a sua opção...

─Existem Almas que são Gêmeas...
Tudo nelas é igual!
A única diferença que eu coloquei foi a Razão e a Emoção justamente,
para que elas possam se completar !
É como se fosse um encaixe...
Possuo uma grande percepção para distinguir as Almas Gêmeas e por
isso entendi que aquela que se encontra ali na fila da Emoção é a sua,
daí querer te colocar na da razão...
Caso vocês fiquem juntos, o encanto das Almas Gêmeas se acabará...
Ao passo que se ficarem separados, ela permanecerá!
No entanto, devo lhe contar algo...

As Almas Gêmeas nem sempre se encontram, porém vivem sempre unidas
pelo coração e por elas próprias...
Entendi naquele momento que a Razão não sobrevive sem a Emoção!
E a Emoção por sua vez, precisa da Razão para viver!
Nesse instante fiz a minha escolha!
─Prefiro a fila da Razão!

Encaminhei-me para o meu lugar...
Me posicionei e nesse mesmo instante,você que até então, não tinha percebido
a minha presença, olhou-me e sorriu!
Hoje eu entendo o que o Criador quis me dizer com:
É como se fosse um encaixe...

Hoje, eu sou a Razão correndo atrás da Emoção!
E você a Emoção pedindo aos céus para que eu possa pertencer a mesma fila que você!
Mas o que você não sabe é que fui eu quem escolheu o meu lugar...
Só para ser a sua Alma Gêmea!
O que você não sabe é que, mesmo antes de pertencer a qualquer uma das filas...
Eu já te amei!
Quando voltarmos para o lado de lá, você há de entender tudo isso e se eu puder
escolher uma das filas novamente...
Eu ainda vou querer ficar separado de você!
A única diferença é que escolherei a fila da Emoção,para sonhar como você sonhou!
E que você fique na da Razão, para entender o quanto eu sofri!



É imprescindível que não tenha nenhum pedigree.
Preferência para focinhos pretos e pelagem de cor indefinida.
Pode ser magro, que de tanto, tenha o contorno do esqueleto exposto sob a pele.
Que seja capaz de encarar todas as pessoas com aquela inocente confiança de cão abandonado que nunca distingue quem vai lhe dar um osso ou uma porrada e mesmo assim, continua sendo capaz de olhar amorosamente tanto para os que o alimentam quanto para os que o escorraçam.
É preciso não ser muito preocupado com auto-estima. Vira-latas que se prezam costumam não ter nenhuma porque são poços profundos de desinteressado amor.
Há que ter um olhar terno quase suplicante, ser capaz de olhar de soslaio e inclinar a cabeça choramingando toda vez que não entender alguma coisa ou ficar desapontado por um pito que ele nem sabe se mereceu.
Deve ser ruidoso e estridente quando eu estacionar o carro na garagem, em manifestação inconteste de satisfação pela minha chegada e pela minha presença.
Há que saber brincar, esconder chinelos, arrastar tapetes e correr desvairado quando livre na campina ou na praia, por saber-me feliz e redobrar as peraltices, pelo simples fato de notar que eu o observo.
Há que ter senso comunitário e assim, estender a sua lealdade aos demais membros da casa e àqueles que ele sabe que me são caros.
Até hoje eu criei gatos - alguns de raça.
Gatos são altivos, oportunistas, auto-suficientes, apesar de belos e graciosos.
Tentei (em vão) aprender com eles a lição máxima da auto-estima ... gatos são exímios na arte de se vender caro.
Agora eu procuro um vira-latas - talvez nem tenha que procurar - não só como amigo, mas como instrutor.
Quero assumir as virtudes que nele sobejam como a transparência, a ressonância, a espontaneidade e, acima de tudo, a capacidade de amar incondicionalmente, mesmo quando escorraçado.



Alguém, muito desanimado, entrou numa igreja e em determinado momento disse para Deus: “Senhor, aqui estou porque em igrejas não há espelhos, pois nunca me senti satisfeito com minha aparência”. Subitamente uma folha de papel caiu aos seus pés, vinda do alto do templo. Atônito, ele a apanhou e nela viu a seguinte mensagem:
“Minha criatura, nenhuma das minhas obras veio ou ficou sem beleza, pois a feiúra é invenção dos homens e não minha. Não importa se um corpo é gordo ou magro: Ele é o templo do espírito e este é eterno. Não importa se braços são longos ou curtos: Sua função é o desempenho do trabalho honesto. Não importa se as mãos são delicadas ou grosseiras: Sua função é dar e receber o bem. Não importa a aparência dos pés: Sua função é tomar o rumo do amor e da humildade. Não importa o tipo de cabelo, e se ele existe ou não numa cabeça: O que importa são os pensamentos que por ela passam. Não importa a forma ou a cor dos olhos: O que importa é que eles vejam o valor da vida. Não importa um formato de nariz: O que importa é inspirar e expirar a Fé. Não importa se a boca é graciosa ou sem atrativos: O que importa são as palavras que saem dela”.
Ainda atônito, esse alguém dirigiu-se a porta de saída, que tinha algumas partes de vidro. Nesse exato momento sentiu que toda sua vida se modificaria . Havia esse lembrete na porta aderido: “Veja com bons olhos seu reflexo neste vidro e lembre-se de tudo que deixei escrito. Observe que não há uma única linha sobre mim que afirme que sou bonito”.

Primavera é quando, num pedacinho da terra, as flores se abrem, o sol fica mais forte e a vida fica mais alegre.
Quando, num canto da terra, se faz primavera, nos outros cantos se faz verão, inverno e outono.
Das quatro estações, a primavera é a mais bonita, porque colore a terra, perfuma o ar e contagia os corações sensíveis com sua alegria.
A primavera é uma boa época para renovar o espírito, assim como as flores se renovam.
E de colher os frutos e semear a terra.
Semear a terra sempre, pois isso significa mantê-la sempre fértil.
E de terra fértil, sempre brota a vida.
Bom seria se a primavera acontecesse o tempo todo, em todos os corações humanos... florescendo, enfim, na forma de atos, sempre positivos... se cada ser vivente, fosse como uma flor, bela, pura e cheirosa, toda a terra viveria uma eterna primavera...
Depende de cada um, fazer do próprio coração, a terra... semeá-lo e cuidá-lo, para cultivar o espírito da primavera, todo o tempo... em qualquer estação...


Desconheço o autor

É possível dizer a alguém para não amar, para não sofrer, para não chorar, para escolher a quem vai amar? Não, o coração não tem lógica, não tem juízo, se entrega e, entre dores e amores, vive... E quando o amor acaba, nos fechamos na dor, na solidão, até que a ferida sare, e mesmo com uma enorme cicatriz, recomeçamos o ciclo: novo amor, nova decepção, nova dor... Então, o que fazer?
Deixar de sentir, anular os sentimentos, calar a vida que teima em pulsar nas veias, o sangue a correr quente pelo corpo levando a esperança por todos os poros, impulsionando a continuar? Ou simplesmente ignorar todas essas emoções e vegetar numa redoma protegido de tudo, de todos, mas principalmente protegido de si mesmo?
Temos poucas escolhas na vida: ou vivemos apegados ao ontem, ao passado ou damos uma chance ao amanhã, ao futuro. Não existe terceira opção, estagnar, segurar o tempo no presente é impossível. Ou paramos ou seguimos, e muitas vezes o presente não vale a pena segurar. Não existe “se” na vida prática, é sim ou não, talvez, nem pensar, “se” eu não fugisse, “se” eu não tivesse dito, “se” eu isto ou aquilo, “se’ o caminho escolhido fosse o outro e não este.
Por que alguns conseguem e outros não? Porque são mais corajosos, se arriscam mais, vão à luta sem medo e mesmo perdendo não desanimam, enquanto outros se acovardam ficam com medo de tentar, abaixam a cabeça, encolhem os ombros medrosos, deixam que a vida os leve à mercê como uma folha carregada pelo vento.
Então, não deixe que o medo faça com que você pare no tempo.
Vá à luta!!!!!

Você pode ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não se esqueça de que sua vida é a maior empresa do mundo. E você pode evitar que ela vá a falência. Há muitas pessoas que precisam, admiram e torcem por você.
Gostaria que você sempre se lembrasse de que ser feliz não é ter um céu sem tempestade, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem desilusões.
Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros. Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples, que mora dentro de cada um de nós. É ter maturidade para falar “eu errei”. É ter sensibilidade para expressar “eu preciso de você”. É ter capacidade de dizer “eu te amo”. É ter humildade da receptividade.
Desejo que a vida se torne um canteiro de oportunidades para você ser feliz... E, quando errar o caminho, recomece, pois assim você descobrirá que ser feliz não é ter uma vida perfeita, mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância. Usar as falhas para lapidar o prazer. Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência. Jamais desista de si mesmo. Jamais desista das pessoas que você ama. Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um obstáculo imperdível, ainda que se apresentem dezenas de fatores a demonstrarem o contrário.

Fernando Pessoa

Havia um pequeno menino que queria se encontrar com Deus. Ele sabia que tinha um longo caminho pela frente, portanto ele encheu sua mochila com pastéis e guaraná, e começou sua caminhada. Quando ele andou unas 3 quadras, encontrou um velhinho sentado em um banco de praça, olhando os pássaros. O menino sentou-se junto dele, abriu sua mochila, e ia tomar um gole do guaraná, quando olhou o velhinho e viu que ele estava com fome, então ofereceu-lhe um pastel. O velhinho muito agradecido aceitou e sorriu ao menino. Seu sorriso era tão incrível que o menino quis ver de novo, então ele ofereceu-lhe seu guaraná. Mais uma vez o velhinho sorriu ao menino. O menino estava muito feliz!

Ficaram sentados ali sorrindo, comendo pastel e bebendo guaraná pelo resto da tarde sem falarem um com o outro. Quando começou a escurecer o menino estava cansado e resolveu voltar pra casa, ma antes de sair ele se voltou e deu um grande abraço no velhinho. O velhinho sorriu pra ele como ninguém havia feito antes. Quando o menino entrou em casa, sua mãe surpresa perguntou ao ver a felicidade estampada em sua face : o que você fez hoje que te deixou tão feliz?
Ele respondeu: passei a tarde com Deus.
E acrescentou: Você sabe, ele tem o sorriso mais bonito que eu já vi?!
Enquanto isso ,o velhinho chegou em casa radiante, e seu filho perguntou: Por onde você esteve? E o que te deixou tão feliz?
Ele respondeu: Comi pasteis e tomei guaraná no parque com Deus.
Antes que seu filho pudesse dizer algo ele falou: Sabe que ele é bem diferente daquele homem grande de barbas brancas que eu sempre imaginei?!
Nunca subestime a força de um sorriso, o poder de uma palavra, de um ouvido para ouvir, um honesto elogio, ou até um ato de carinho. Tudo isso tem o potencial de mudar uma vida.
Deus nos usa, seu amor é refletido por nossas vidas.

Se você está triste porque perdeu seu amor...
Lembre-se daquele que não teve um amor para perder!
Se você está cansado de tanto trabalhar...
Lenbre-se de quem, angustiado, perdeu o emprego!
Se um sonho seu foi desfeito...
Lembre-se de quem vive em um pesadelo constante!
Se você anda aborrecido(a)...
Lembre-se daquele q espera um sorriso seu!
Se você reclama por habitar uma humilde casa...
Lembre-se daquele que não tem onde repousar!
Se você teve: um amor para perder, um trabalho para cansar, um sonho desfeito, uma tristeza para sentir, uma casa da qual reclamar...
Lembre-se de agradecer a Deus!
Porque existem muitas pessoas que dariam tudo para estar no seu lugar!

Pense nisso!

Você surgiu como suave melodia trazida pela brisa; dilatou-se no silêncio de minha alma e fez-se moldura em meu viver. Isso se chama ventura...

Há algo em você que transparece num olhar, como estrela no céu atapetado de astros e exterioriza-se num sorriso como canção tocada na harpa dos ventos. Isso se chama ternura...

Sem olhar, você me percebe, sem falar você me diz, sem me tocar você me abraça...
Isso se chama sensibilidade...

Quando me perco em labirintos escuros você me mostra o caminho de volta...
Quando exponho meus tantos defeitos, você faz de conta que não nota...
Se enlouqueço, você me devolve a razão... Isso se chama compaixão...

Nos dias em que as horas passam lentas, sem graça e sem luz, nos seus braços eu encontro alento. Quando os dias alegres de verão partem e em seu lugar chega o outono, cobrindo o chão com folhas secas, e o verde exuberante cede lugar ao cinza, nos seus braços encontro harmonia. Isso se chama aconchego...

Quando você está longe, no espelho da saudade eu vejo refletida a certeza do reencontro. Nas noites sem estrelas, quando a escuridão envolve tudo em seu manto negro, você me aponta a carruagem da madrugada, que vem despertar o dia com suas carícias de luz...
Isso se chama esperança!

Quando as marés dos problemas parecem tragar em suas ondas as minhas forças, em seus braços encontro reconforto. Se as amarguras pairam sobre meus dias, trazendo desgosto e dor, sua presença me traz tranqüilidade. Você é um raio de sol, nos dias escuros...
É ave graciosa que enfeita a amplidão azul...
Você é alma e é coração. É poema e é canção...
É ternura e dedicação...
Nada impõe, tudo compreende, tudo perdoa...
Sua companhia é doce melodia, é convite a viver...
... E, tudo isso se chama amor!

Surge depois que as nuvens ilusórias da paixão se desvanecem. Que a alma se mostra nua, sem enfeites, sem fantasias, sem máscaras...
O amor é esse sentimento que brota todos os dias, como uma flor que explode de um botão ao mais sutil beijo do sol...
Isso, sim, se chama amor...

Não espere o vento soprar na sua direção, nem corra atrás do vento.A vida está dentro de você e viver este dia é o melhor que você pode fazer.Não deixe alguém esperando pela sua palavra.Abra o seu coração e olhe para a dor da humanidade.Do seu lado pode estar alguém que sofre em silêncio.Não se feche nem retenha as coisas boas.Solte, libere a sua melhor parte.Há muitas mãos estendidas, há muitos rostos chorando, há muitas vidas precisando de você.Há dor no mundo!Há fome! Há luta!Há dor sobretudo NA ALMA das pessoas.Você pode, se você acha que pode.Faça algo neste dia... Pode ser que amanhã a sua palavra fique presa na garganta porque a morte se sobrepõe a vida.Não retenha a sua felicidade, o seu gesto de amor, a sua solidariedade, a sua amizade, o seu melhor sentimento.Não sabemos o que nos espera no próximo minuto. Uma existência toda se esvai num segundo determinante. Faça a sua parte no mundo. Não silencie, não se omita. Pode ter certeza. Algum coração neste momento bate por você, uma alma ferida precisa de suas palavras, um amigo espera o seu gesto, um faminto espera o pão, um doente a cura, alguém que você nem conhece deseja intensamente estar vivo e no seu lugar. DEUS habita no meio daquele que tem o maior sentimento do universo: O AMOR!!


Dulce Regina Breim

Um motivo de viver,
Se a vida parece de mim esquecer.
Procuro em todas, mas todas não são você
Eu quero apenas viver
Se não for por mim que seja por você
Mas às vezes você parece me ignorar
Sem nem ao menos me olhar
Me machucando pra valer
Atrás dos meus sonhos eu vou correr
Eu vou me achar, pra mais tarde em você me perder.
Se a vida dá presente pra cada um
O meu, cadê?
Será que esse mundo tem jeito?
Esse mundo cheio de preconceito.
Quando eu estou só, preso na minha solidão
Juntando pedaços de mim que caíam ao chão
Juro que às vezes nem ao menos sei, quem sou
Talvez eu seja um tolo,
Que acredita num sonho
Na procura de te esquecer
Eu fiz brotar a flor
Para carregar junto ao peito
E crer que esse mundo ainda tem jeito
E como príncipe sonhador
Sou um tolo que ainda acredita no amor.

(Alexandre Lemos)

Este poema foi escrito por um aluno da APAE, que tem 28 anos, com idade mental de 15, chamado pela sociedade de excepcional.
Excepcional é a sua sensibilidade.


“Somos o que pensamos”

“Vai minha alma renascer desse sono abençoado, alastra-se para além dos teus grilhões. Revira teus sentimentos, expõe, grita, anuncia a todos tua verdade, velada pela face do medo. Atire-se pelo abismo do existir na certeza de que não existe fim. Lá, te espera as asas aladas da vida e a fluidez da leveza, para te levar de volta ao primeiro, onde transformado em múltiplo, serás novamente refeita, recriada.
Não tenhas medo, teus inimigos são tua covardia e inércia. Arrisca, fala, proclama aos quatro cantos os teus segredos. Ilumina com a luz da verdade teus algozes interiores que impedem tua plenitude.
Todos os caminhos são válidos, mas só o amor conduz a verdade universal. Então, navega nas suas águas na busca do mistério. Renasce do sono e não temas. Funde-se ao universo, ao todo, contido em você, para além dos limites do tangível.
Deixa tua centelha divina encher de luz e calor tua natureza humana. Faz a conexão do teu coração com o grande coração infinito. Desperta do sono para a vida universal, mas antes, se liberta do peso da ausência da luz, das emoções improdutivas e abre teu porão para o sol. Desenha no seio do teu espírito o caminho da iluminação”.

Um homem rico visitou, certo dia, um rabino, depois de muitas perguntas, sobre problemas sociais o rabino conduziu seu ilustre interlocutor para junto da janela.— O que está vendo? — perguntou-lhe.— Vejo gente... Em seguida o rabino conduziu-o pa diante de um espelho.— E agora, o que está vendo?— Uai ! vejo a mim mesmo!— Está vendo: Assim é o homem. A janela é de vidro; O espelho também é de vidro, mas basta um pouquinho de prata e o homem já não enxerga os seus semelhantes, mas apenas a si mesmo.


Deutsche Welle

Um anjo pousou em minha alma, com a suavidade das nuvens e asas da cor dos sonhos... Um anjo brincou com meu espírito, livre dançou a música dos ventos ao luar... Um anjo tocou meu coração, trouxe num punhado de luz palavras sinceras; acreditei nas minhas próprias verdades... Um anjo seduziu minha razão, riu-se de mim, cativo que era de medo...
Um anjo despertou meu corpo, eclodiu o fogo vital, enamorou-se do perfume exalado no ar... Um anjo tomou minhas mãos, ao conduzir por caminhos incertos, me fez vencer as dúvidas... Um anjo beijou-me serenamente; e as almas se uniram no espaço infindo, aonde o ser não é partícula... Um anjo adormeceu em meus braços, despertou o sol em meio á tempestade, floreio revisitando a essência... Um anjo descerrou meus olhos, enxergo na sua imperfeição humana meu igual; somos feitos da mesma matéria: densa e sutil...
Um anjo da cor do ouro DEVOLVEU MINHA ALEGRIA...
Quando o amor chegar tenha coragem para voar, para abrir a porta e vivencie o que te espera. Crie asas. Limpe tua alma e realize a conexão com o mistério. Quebre os cadeados, derrube as muralhas, tire as máscaras e armaduras. Faça uma faxina no espelho; aceite serenamente o passado; dê lugar ao novo que se faz. Prepare-se para recebê-lo. Mas, não crie ilusões – daí provém nossas maiores dores.
O presente é o teu maior bem... Apenas, celebre a vida. Levite nessa decantação química e separe o precioso metal que possibilitará a você se tornar um ser melhor: humano ao toque da centelha Divina.

Sonia Novais

Um filho ingrato e mau relegara para um antigo paiol seu velho pai, cujas faculdades mentais estavam enfraquecidas pela velhice. Nem se dignava levar-lhe pessoalmente comida. Encarregara seu filho único, gracioso menino de apenas seis anos de idade, a levar diariamnete ao pobre velho, na metade de uma suja cabaça, uns restos de comida. O netinho gostava do vovô e desenpenhava sua missão com todo o carinho. Um dia, porém, o malvado pai percebeu que a criança levava e guardava cuidadosamente a velha cuia. Intrigado e curioso, perguntou-lhe:—Meu filho, por que é que você guarda com tanto cuidado essa vasilha? Fitando os olhos nos olhos do pai, respondeu o pequeno com candura:— Quando o senhor for também velho como o vovô, vou precisar desta cuia para levar comida para o senhor lá no paiol.

Um viajante ia caminhando em solo distante, as margens de um grande lago de águas cristalinas. Seu destino era a outra margem. Suspirou profundamente enquanto tentava fixar o olhar no horizonte. A voz de um homem coberto de idade, um barqueiro, quebrouo silêncio momentâneo, oferecendo-se para transportá-lo. O pequeno barco envelhecido, no qual a travessia seria realizada, era provido de dois remos de madeira de carvalho. Logo seus olhos perceberam o que pareciam se letras em cada remo. Ao colocar os pés empoeirados dentro do barco, o viajante pôde observar que se tratava de duas palavras, num deles estava entalhada a palavra “ACREDITAR” e no outo “AGIR” . Não podendo conter a curiosidade, o viajante perguntou as razões daqueles nomes originais dados aos remos. O barqueiro respondeu pegando o remo chamado “ACREDITAR” e remando com toda força, o barco então, começou a dar voltas sem sair do lugar em que estava. Em seguida pegou o remo “AGIR” e remou com todo vigor. Novamente o barco girou em sentido oposto, sem ir adiante. Finalmente, o velho barqueiro, segurando os dois remos, remou com eles simultaneamente e o barco, impulsionado por ambos os lados, navegou atravás das águas do lago chegando ao seu destino,a outra margem. Então o barqueiro disse ao viajante: – Esse porto se chama “AUTOCONFIANÇA”. Simultaneamente, é preciso “ACREDITAR” e também “AGIR” para que possamos alcançá-lo.

A paixão é adstringência do Ego, enquanto o amor é a sua libertaçãoO primeiro é união efêmera. O segundo é comunhão duradoura.A paixão envereda pelo egoísmo. O amor sabe ceder, porque basta-se a si mesmo.A paixão pode explodir os ânimos e, por isso, se fecha em copas. O amor não tem pressa, porque conhece outras direções.A paixão se tece de dúvidas e inquietações. O amor, de confiança e compreensão.A paixão cega. O amor é vigilante.A cegueira pode levar ao desatino. A vigilância salva o homem de uma precipitação.Pela paixão, transpõem-se muitas tragédias. Pelo amor, transpõem-se muitas barreiras.A paixão é cheia de reticências; o amor, de admirações.A paixão se engalana com jóias; o amor, com estrelas.A paixão é temporária. O amor é inesquecível.Enfim, a paixão envelhece e morre; o amor permanece, porque é eterno.

Hoje “me dei um tempo” para pensar na vida.Na minha vida!!!Decidi então que a partir do próximo amanhecer, vou mudar alguns detalhes para ser a cada novo dia, um pouquinho mais feliz. Para começar, não vou mais olhar para trás. O que passou é passado, se errei, agora não vou conseguir corrigir.Então, para que remoer o que passou?Refletir sobre aqueles erros sim e então fazer deles um aprendizado para o “meu hoje”...Nem todas as pessoas que amo, retribuem meus carinhos como “eu” gostaria... E daí?A partir do próximo amanhecer vou continuar a amá-las, mas não vou tentar mudá-las.Pode ser até que ficassem como eu gostaria que fossem e deixassem de ser as pessoas queeu amo.Isso eu não quero.Mudo eu...Mudo meu modo de vê-las.Respeito seu modo de ser.Mas não pense que vou desistir de meus sonhos!!!Imagine!!!A partir do próximo amanhecer, vou lutar com mais garra para que eles aconteçam.Mas vai ser diferente.Não vou mais responsabilizar a mais ninguém por minha felicidade.EU VOU SER FELIZ!!!Não vou mais parar a minha vida porque o que desejo não acontece, porque uma mensagem não chega, porque não ouço o que gostaria de ouvir.Vou fazer meu momento...Vou ser feliz agora...Terei outros dias pela frente!!!Nunca mais darei muita importância aos problemas que não tenho conseguido resolver.A partir do próximo amanhecer, vou agradecer a Deus, todos os dias por me dar forças para viver, apesar dos meus problemas.Chega de sofrer pelo que não consigo ter, pelo que não ouço ou não leio.Pelo tempo que não tenho e até de sofrer por antecipação, pensando sempre, apenas no pior.A partir do próximo amanhecer, só vou pensar no que tenho de bom.Meus amigos, nunca mais precisarão me dar um ombro para chorar. Vou aproveitar a presença deles para sorrir, cantar, para dividir felicidade.A partir do próximo amanhecer vou ser eu mesmo. Nunca mais vou tentar ser um modelo de perfeição.Nunca mais vou sorrir sem vontade ou falar palavras amorosas por que acho que sei o que os outros querem ouvir.A partir do próximo amanhecer vou viver minha vida, SEM MEDO DE SER FELIZ.Vou continuar esperando.Não, não vou esquecer ninguém.
Mas...A partir do próximo amanhecer, quando a gente se encontrar, com certeza, tudo vai ser diferente!!



Desconheço o autor

O Distraído nela tropeçou...
O Bruto a usou como projétil.
O Empreendedor, usando-a, construiu.
O Camponês, cansado da lida, dela fez assento.
Para meninos, foi brinquedo.
Drummond a poetizou.
Já, David matou Golias, e Michelangelo extraiu-lhe a mais bela escultura...
E em todos esses casos, a diferença não esteve na “pedra”, mas no homem!
Não existe pedra no seu caminho que você não possa aproveitá-la para seu próprio crescimento.
Tudo depende de como encaramos a situação. O que para uns pode ser um problema, para outros pode ser o princípio da solução.

“Uma ostra que não foi ferida não produz pérolas"...
Pérolas são produtos da dor; resultados da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou um grão de areia.
As pérolas são feridas curadas.
Na parte interna da concha é encontrada uma substância lustrosa chamada NÁCAR. Quando um grão de areia a penetra, as células do NÁCAR começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas, para proteger o corpo indefeso da ostra.
Como resultado, uma linda pérola vai se formando. Uma ostra que não foi ferida, de algum modo, não produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada...
Você já se sentiu ferido pelas palavras rudes de alguém?
Já foi acusado de ter dito coisas que não disse?
Suas idéias já foram rejeitadas, ou mal interpretadas?
Você já sofreu os duros golpes do preconceito?
Já recebeu o troco da indiferença?
ENTÃO, PRODUZA UMA PÉROLA!!!
Cubra suas mágoas com várias camadas de amor. Infelizmente, são poucas as pessoas que se interessam
por esse tipo de movimento. A maioria aprende apenas a cultivar ressentimentos, deixando as feridas abertas, alimentando-as com vários tipos de sentimentos pequenos e, portanto, não permitindo que cicatrizem.
Assim, na prática, o que vemos são muitas "Ostras Vazias”, não porque não tenham sido feridas, mas, porque não souberam perdoar, compreender e transformar a dor em amor.
Um sorriso, um olhar, um gesto, na maioria das vezes, fala mais que mil palavras..

Artur da Távola

Não é o mais brilhante, mas é o mais sutil, delicado e penetrante dos sentimentos.Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos, a distância, as impossibilidades. Quando há afinidades, qualquer reencontro retoma a relação, o diálogo, a conversa, o afeto, no exato ponto de onde foi interrompido.AFINIDADE é não haver tempo mediante a vida.É a vitória do adivinhado sobre o real, do subjetivo sobre o objetivo, do permanente sobre o passageiro, do básico sobre o superficial.Ter afinidade é muito raro, mas quando ela existe, não precisa de códigos verbais para se manifestar.Ela existia antes do conhecimento, irradia durante e permanece depois que as pessoas deixam de estar juntas.AFINIDADE é pensar longe, pensando parecido a respeito dos mesmos fatos que impressionam, comovem, sensibilizam.AFINIDADE é receber o que vem de dentro com uma aceitação anterior ao conhecimento.AFINIDADE é sentir com... nem sentir contra, sem sentir para... sentir com e não ter necessidade de explicação do que está sentindo. É olhar e perceber.AFINIDADE é um sentimento singular, discreto e independente. Pode existir a quilômetros de distância, mas é adivinhado na maneira de falar, de escrever, de andar, de respirar...AFINIDADE é retomar a relação no tempo em que parou.Porque ele (tempo) e ela (separação) nunca existiram.Foi apenas a oportunidade dada (tirada) pelo tempo para que a maturação pudesse ocorrer e que cada pessoa pudesse ser cada vez mais.

O menino olhava a avó escrevendo uma carta. A certa altura, perguntou:
- Você está escrevendo uma história que aconteceu conosco? É uma história sobre mim?
A avó parou a carta, sorriu, e comentou com o neto:
-Estou escrevendo sobre você, é verdade. Entretanto, mais importante do que as palavras, é o lápis que estou usando. Gostaria que você fosse como ele, quando crescer.
O menino olhou para lápis, intrigado, e não viu nada de especial.
-Mas ele é igual a todos os lápis que já vi em minha vida!
-Tudo depende do modo como você olha as coisas. Há cinco qualidades nele que, se você conseguir manter, será sempre uma pessoa em paz com o mundo.
Primeira qualidade: Você pode fazer grandes coisas, mas não deve nunca esquecer que existe uma mão que guia seus passos. Esta mão nós chamamos de Deus, e Ele deve sempre conduzi-lo em direção à sua vontade;
Segunda qualidade: De vez em quando, eu preciso parar o que estou escrevendo, e usar o apontador. Isso faz com que o lápis sofra um pouco, mas no final, ele está mais afiado. Portanto, saiba suportar algumas dores, porque elas o farão ser uma pessoa melhor;
Terceira qualidade: O lápis sempre permite que usemos uma borracha para apagar aquilo que estava errado. Entenda que corrigir uma coisa que fizemos não é necessariamente algo ruim, mas algo importante para o manter no caminho da justiça;
Quarta qualidade: O que realmente importa no lápis não é a madeira ou sua forma externa, mas o grafite que está dentro. Portanto sempre cuide daquilo que acontece dentro de você e, finalmente, a Quinta qualidade do lápis: Ele sempre deixa uma marca.Da mesma maneira, saiba que tudo que você fizer na vida, irá deixar traços, e procure ser consciente de cada ação.

Quando mais jovem, por causa de meu caráter impulsivo, tinha raiva e na menor provocação, explodia magoando meus amigos. Na maioria das vezes, depois de um desses incidentes me sentia envergonhado e me esforçava por consolar a quem tinha magoado. Um dia, meu professor me viu pedindo desculpas depois de uma explosão de raiva, e me entregou uma folha de papel lisa e dizendo:— Amasse-a! Com medo, obedeci e fiz com ela a bolinha.— Agora — voltou a dizer-me — deixe-a como estava antes. É obviu que não pude deixá-la como antes. Por mais que tentei, o papel ficou cheio de pregas. Então disse-me o professor:— O coração das pessoas é como esse papel... a impressão que neles deixamos será tão difícil de apagar como esse amassados. Assim, aprendi a ser mais compreensivo e mais paciente. Quando sinto vontade de estourar, lembro deste papel amassado. A impressão que deixamos nas pessoas é impossível de apagar. Quando magoamos com nossas ações ou com nossas palavras, logo queremos consertar o erro, mas muitas vezes é tarde demais.

Alguém disse certa vez: “Fale quando tuas palavras sejam tão suaves como o silêncio.”

Related Posts with Thumbnails

Cadastre seu email e receba nossas mensagens

Nosso Banner



copie e cole no seu site

Nossos parceiros

BannerFans.com" BannerFans.com"

Prensentes

Prensentes
Presente recebido da amiga Simone do blog http://vidadarata.blogspot.com/

Vídeos motivacionais

Total de acessos

BlogBlogs.Com.Br